Skip to content

O porquê da escolha do Freelancer

Muitas vezes me perguntam o que faço da vida para sobreviver, eu limito-me a responder “Sou Freelancer”, mas na maioria dos casos além de não saberem o que é, não percebem a razão da minha escolha, sim porque ser Freelancer é uma escolha.

A razão é muito simples, a conjuntura que se vivia à um ano atrás com os motivos pessoais resultaram nesta minha escolha. Difícil, mas muito proveitosa.

Quando saí do meu trabalho da altura a minha saúde estava bastante debilitada e não me podia arriscar a piorar a situação, por isso o melhor era ficar em casa em repouso absoluto. No entanto, as contas continuam a existir, por isso tive que arranjar uma solução prática mas funcional.

Como já tinha alguns conhecimentos nas áreas, já tinha alguns trabalhos feitos e até tinha alguns contactos interessantes, comecei a aplicar-me a sério e a dedicar-me a tempo inteiro ao Freelancer, ao início na área de Design apenas.

É certos que os primeiros tempos foram difíceis, e muitas vezes pensei em desistir (principalmente assim que a minha saúde começou a estabilizar e me dava a possibilidade de tentar outras alternativas), mas as inúmeras vantagens do Freelancer fizeram com que eu continua-se e fosse persistente a nível profissional e pessoal.

Uma outra razão que me levou a optar pelo Freelancer foi a possibilidade de trabalhar na área que sempre gostei, mesmo sem ter formação. Isto porque, na altura a maioria das empresas da área de imagem (Design e Fotografia), pedia obrigatoriamente formação (como ainda hoje acontece) , com diploma e tudo, para ingressar nos quadros, sendo assim impossível para mim pois não tinha curso completo nem sabia quando o poderia terminar.

Como podem ver, a opção pelo Freelancer foi uma junção de motivos pessoais com profissionais. Felizmente a situação melhorou e as dificuldades foram sendo ultrapassadas, sendo agora capaz de pagar as contas e trabalhar no que mais gosto de fazer.

Publicado em:Experiencia

4 Comments

  1. Muito parabens sei bem o que é isso, já passei por essa fase já la vai alguns anos.

    • anamartelo anamartelo

      Muito obrigado !!
      Espero por cá me manter muito tempo!

  2. Ulisses Silva Ulisses Silva

    Olá Ana!
    Obrigado pela inspiração e coragem que transmites. Tenho pelo menos duas coisas em comum contigo: cagaréu e autodidacta.
    Embora esteja empregado e até com bastante trabalho, sempre ansiei em trabalhar por conta própria. Há muitos anos que pico o cartão e nunca aceitei isso, no entanto, acredito que para trabalhar por conta própria não é fácil.
    Tenho um curso de formador que nunca tirei proveito (e até gosto de transmitir conhecimentos), gosto de escrever, tenho muitas habilidades, mas ainda não descobri onde focar a minha atenção. É precisamente na atenção onde tenho mais dificuldade, estou habituado a distribuir a minha atenção por vários interesses e assuntos.
    Vivemos numa época conturbada e isso não tem ajudado, mas pelo menos tenho a intenção de mudar e isso já é um começo.
    Ana, que a tua Estrela brilhe bastante para nos iluminar.

    • anamartelo anamartelo

      Olá Ulisses,
      É bom ver que o meu testemunho cativa alguém!

      Se és cagaréu temos que ver se conversamos mais, é sempre bom conviver com pessoas com os mesmos gostos e ainda por cima da mesma zona!

      Em relação à tua dúvida, podes sempre experimentar o Freelancer a part-time e ver como te dás. Nem sempre é fácil, o pior é que depois de começar é díficil largar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *